Futebol Feminino em Mocambique ...

Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Futebol Feminino em Moçambique

Este blog tem como objectivo divulgar informação de carácter desportivo

Futebol Feminino em Moçambique

Este blog tem como objectivo divulgar informação de carácter desportivo

Domingo há decisões do título e da despromoção no Moçambola

maxa vs des.jpg

 

As decisões do título de campeão nacional e dos despromovidos ao escalão secundário, poderão ter algum sinal este domingo, quando se disputarem jogos da 29ª e penúltima jornada do Moçambola 2019, em vários campos do nosso país. Costa do Sol e UD Songo tem jogos nada fáceis e em caso de deslize de um deles, muita coisa pode começar a ficar clara.

Todos os jogos da 29ª jornada do Moçambola, que se realizam este domingo, terão a sua história por contar no que as decisões se esperam, nomeadamente em relação ao título e as equipas que de divisão. Serão jogos cujos os resultados, de todos os oito jogos, ditarão mexidas, alegrias, lágrimas e tremedeiras no final dos 90 minutos, quando faltará mais uma jornada por se disputar.
 
Dois jogos do título


Costa do Sol vs Têxtil de Púnguè e União Desportiva de Songo vs Textáfrica do Chimoio, serão os dois jogos que ditarão o futuro campeão nacional, sem grandes prejuízo na luta pela manutenção. É que os “canarinhos” e os “hidroeléctricos” são os únicos que ainda podem sonhar com o título e defrontam equipas com a situação regularizada, ou quase, no que diz respeito a próxima época.

Por um lado está o já despromovido Têxtil de Púnguè, a lutar apenas para não ser o último classificados, no final das contas, que vem a Maputo defrontar o líder. Um jogo aparentemente fácil para os “canarinhos”, mas que vai encontrar a bravura dos “fabris”, que querem fechar em grande a sua participação no campeonato nacional, antes de regressarem à “segundona”.

Já em Songo, os donos da casa não terão tarefa facilitada diante do Textáfrica do Chimoio, que apesar de ter a situação quase regularizada, ainda precisa de um ponto para garantir em definitivo a sua permanência e portanto não poder facilitar.

São dois jogos de extrema importância, pois em caso de derrota de cada uma delas, pode ser crucial para ficar por terra o sonho de conquistar o título.
 
Não será fácil lutar pela manutenção


Ao todo são 10 as equipas que lutam pela manutenção de forma matemática, mas apenas metade depende de si para garantir nesta jornada a sua manutenção, enquanto a outra metade depende deles, mas também da outra metade, para continuar a sonhar na última jornada.

Dos grandes, destaque para o Maxaquene, que a esta altura está na 13ª posição, com 33 pontos, uma posição bastante crítica e complicada, já que ainda não sabe o que é sair da despromoção. Defronta o Desportivo Maputo, que precise de apenas um ponto para respirar de alívio e que não vai querer facilitar, tendo em conta que na última jornada defronta a Liga Desportiva de Maputo. Mas os “tricolores” precisam vencer para sonhar, pois em caso de empate ou derrota diz adeus, pela primeira vez, do principal escalão, e vai celebrar o centésimo aniversário na “segundona”. Um jogo de muitas emoções, entre equipas com os adeptos mais fervorosos do país e entre equipas eternas rivais e vizinhas. Terá o Desportivo Maputo a sensibilidade de ajudar o seu arqui-rival a se salvar de uma histórica despromoção?

É que os “alvi-negros” não terão facilidades na última jornada diante da Liga Desportiva de Maputo, que este domingo desloca-se a Chiveve, para defrontar o Ferroviário da Beira.

Locomotivas” que lutam pela melhor posição possível, nomeadamente o terceiro lugar e, em casa, vão querer fechar a época com a chave de ouro. Se a Liga Desportiva de Maputo precise de três pontos para se manter, e sabendo que será difícil alcançá-los no Chiveve, vai querer aproveitar o jogo em casa, na última jornada, diante do Desportivo, para confirmar.

Mas quem pode confirmar a manutenção já domingo é a ENH de Vilankulo, que recebe no seu reduto o Ferroviário de Nampula. Uma vitória dos “hidrocarbonetos” garante a permanência, mas complica as contas dos “locomotivas” de Nampula, que podem regressar à zona da despromoção, deixando tudo em aberto para a última jornada.

Mesma situação pode acontecer na partida entre Incomáti de Xinavane e Ferroviário de Nacala, mesmo estando as duas equipas fora dos lugares da despromoção. O facto é que o Incomáti procura somar pontos nesta jornada, para “pensar” que tem a situação regularizada, enquanto os “locomotivas” de Nacala precisam de apenas dois pontos para se tranquilizar.
 
Jogos de aflitos em Nacala
Desportivo de Nacala e Clube de Chibuto, estarão a se perguntar qual delas deverá cair para a segunda divisão, antes de se defrontarem, domingo, na Bela Vista. É que as duas equipas estão na zona da despromoção, separadas por apenas um ponto e sedentas de vitórias que acalenta aspirações de manutenção, na última jornada. Um empate pode comprometer os objectivos das duas colectividades, que assim ficariam de fora da prova máxima, próximo ano.
 
Ferroviário de Maputo para desfilar a classe
Finalmente, o Ferroviário de Maputo tem o jogo mais acessível de todos eles. Recebe no sintético da Machava o primo-e-despromo-divisionário, ou seja, o Baía de Pemba, que subiu e vai descer, no mesmo ano. Um jogo em que a turma de Daúde Razaque tem tudo para passear a sua classe e confirmar, em definitivo, a terceira posição do Moçambola 2019.

Uma jornada que se disputa toda ela no domingo, dia em que teremos muita festa, muitas lágrimas e muita indecisão, em vários cantos do país.

 

Dom 24.11.19

Incomáti Xinavane

 

Ferroviário de Nacala

 

Dom 24.11.19

Ferroviário da Beira

 

Liga Desportiva de Maputo

 

Dom 24.11.19

Desportivo Maputo

 

Maxaquene Maputo

 

Dom 24.11.19

Ferroviário Maputo

 

Baia de Pemba FC

 

Dom 24.11.19

ENH FC de Vilankulo

 

Ferroviário de Nampula

 

Dom 24.11.19

Costa do Sol Maputo

 

Têxtil do Punguè Beira

 

Dom 24.11.19

Desportivo de Nacala

 

Clube de Chibuto

 

Dom 24.11.19

Uniao Desportiva de Songo

 

Textáfrica Chimoio

 

 

1. Costa do Sol Maputo

60

18

6

3

47:

21

+26

27

 

2. Uniao Desportiva de Songo

54

17

3

5

40:

20

+20

25

 

3. Ferroviário Maputo

42

11

9

7

30:

20

+10

27

 

4. Ferroviário da Beira

42

11

9

8

32:

23

+9

28

 

5. Desportivo Maputo

39

10

9

9

30:

23

+7

28

 

6. Textáfrica Chimoio

39

11

6

11

21:

27

-6

28

 

7. Ferroviário de Nacala

38

11

5

12

27:

30

-3

28

 

8. ENH FC de Vilankulo

37

9

10

9

27:

29

-2

28

 

9. Liga Desportiva de Maputo

37

10

7

11

24:

30

-6

28

 

10.Incomáti Xinavane

36

9

9

9

26:

28

-2

27

 

11.Ferroviário de Nampula

35

9

8

11

33:

32

+1

28

 

12.Clube de Chibuto

34

10

4

14

28:

31

-3

28

 

13.Maxaquene Maputo

33

8

9

11

28:

30

-2

28

 

14.Desportivo de Nacala

33

9

6

13

27:

33

-6

28

 

15.Baia de Pemba FC

25

6

7

15

24:

43

-19

28

 

16.Têxtil do Punguè Beira

21

4

9

15

15:

39

-24

28

 


 

 

Fonte:Opais

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.