Futebol Feminino em Mocambique ...

Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Futebol Feminino em Moçambique

Este blog tem como objectivo divulgar informação de carácter desportivo

Futebol Feminino em Moçambique

Este blog tem como objectivo divulgar informação de carácter desportivo

Campeãs despedem-se com goleada

 

O COSTA do Sol, já consagrado campeão da Liga Nacional de Futebol Feminino,  fechou ontem a sua participação com um triunfo de 4-1, em casa, sobre a União Desportiva de Lichinga, na 14.ª e última jornada.

 

As “canarinhas” tiveram um percurso convincente, vencendo 13 jogos e apenas um empate a uma bola diante do Muelé de Inhambane, terminando a prova com 40 pontos.

 

Como já era previsível, o Costa do Sol dominou todo o encontro, tirando a UD de Lichinga qualquer hipótese de discutir o jogo. As “canarinhas” ganharam por quatro bolas, mas poderiam ter marcado muitos mais golos, pois desperdiçaram inúmeras oportunidades. Aos 24 minutos a equipa treinada por Ismael Agi fez o primeiro golo por intermédio de Amélia na sequência de um livre directo. No entanto  este foi um golo inexistente, já que a bola após bater na trave não chega a entrar como julgou a  árbitra do encontro. Um erro crasso da juíza. Antes desse lance polémico  a turma “canarinha” já tinha estado por três vezes perto de marcar por Talita, Sarita e Song. 0 4x3x3 funcionava na perfeição, com Inês e Sarita a fluírem bem pelas alas. Foi numa dessas rápidas jogadas que ampliou o resultado para 2-0, com Talita a não perdoar na cara de Tucha. Estavam jogados 37 minutos.

 

O Costa do Sol, com um resultado tranquilizador, foi para a segunda parte à procura da goleada. A sua atitude ofensiva foi materializada em golo aos 62 minutos. Ninica, que tinha entrado para o lugar de Song, fez o 3-0 através de um remate fortíssimo. A festa das “canarinhas” não ficou por aí, já que sete minutos depois Inês atirou para o 4-0.

 

A turma treinada por Jissafone Bonomar ficou completamente arrumada e rendida à superioridade evidente das “canarinhas”. Mas, aproveitando algum relaxamento das campeãs, as meninas de Lichinga chegaram, na marcação de um penalte, ao golo de honra a castigar falta de Amélia sobre Cina aos 90 minutos. Chamada a converter, Natalina não perdoou.

 

FICHA TÉCNICA

 

ÁRBITRA: Ema Novo, auxiliada por Olinda Augusto e Elina Marques. Quarto árbitro: Simão Guambe.

 

COSTA DO SOL:  Susu; Pequena, Amélia, Marta e Aurora; Sarita (Fidélia) Goia, Amália (Célia) e Inês; Song (Ninica) e Talita.

 

UD DE LICHINGA: Tucha; Nazária (Agnes), Célia (Mariamo), Cina, Quitéria, Nélia, Delice, Elisa (Elsa) Virgínia; Paulina e Natalina.

 

Disiciplina: Amarelo para Talita e Amélia.

 

IVO TAVARES

 

 

Fonte;Jornal Noticias