Futebol Feminino em Mocambique ...

Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Futebol Feminino em Moçambique

Este blog tem como objectivo divulgar informação de carácter desportivo

Futebol Feminino em Moçambique

Este blog tem como objectivo divulgar informação de carácter desportivo

Federação Alemã quer apoiar futebol feminino no país

APOIOFUTEBOLFEMININO.jpg

 

A Federação Moçambicana de Futebol e a Federação Alemã da Baviera de Futebol reataram as relações de cooperação e de apoio entre ambos, com intuito de trocarem experiência e de desenvolver o futebol moçambicano.

 

Ontem, houve o primeiro encontro entre as duas federações na sede da Federação Moçambicana de Futebol, depois de cerca de quatro anos sem contactos.

 

Alberto Simango Jr. e Rainer Koch, acompanhados pelas respectivas delegações, assumiram o compromisso de pretenderem reactivar as relações de cooperação, com mais incidência para as áreas de formação e infra-estruturas.

 

Na ocasião, falaram do estágio actual do futebol moçambicano e de como será possível fazer esse apoio da Alemanha para o futebol moçambicano. Ficou patente que na formação, por exemplo, haveria troca de experiência entre técnicos dos dois países, com vista a que o futebol moçambicano possa crescer ainda mais em todas as categorias. E uma dessas categorias que vai merecer a atenção da Alemanha para o crescimento a médio e longo prazo é o futebol feminino.

 

No aspecto infraestrutural há que fazer aproveitamento do que Alemanha vem construindo, nos últimos anos, principalmente no nosso país, com destaque para a infra-estrutura localizada no bairro do Albasine, em Maputo, onde a Federação Moçambicana de Futebol pretende colocar as selecções de formação do futebol feminino, para além de aproveitar o espaço para a formação dos técnicos nacionais.

 

Reinar Koch é actualmente presidente da Federação Alemã de Futebol da Baviera e vice-presidente da Federação Alemã de Futebol, para além de ser candidato a Presidente da Federação Alemã de Futebol, nas eleições agendadas para depois do campeonato mundial de futebol, Rússia-2018.

 

 

Fonte:Opais

Cor luz e festa e festa caracterizaram a Gala Nacional do Desporto

 

O Instituto Nacional do Desporto, braço operativo do MJD para a área do desporto, organizou com sucesso Gala Nacional do Desporto o evento O evento tinha como objectivo homenagear os intervenientes do desporto que se destacaram e tem vindo a se destacar a nível individual e colectivo na promoção do desenvolvimento do Desporto. O evento foi presidido pelo Primeiro0-Ministro, Carlos Agostinho do Rosário, que na sua intervenção sublinhou que “os diferentes eventos desportivos nacionais têm revelado que o país possui talentos natos com potencial e que precisam de ser devidamente acompanhados e enquadrados para singrarem nas diferentes competições nacionais e internacionais”.

 

A Gala Nacional do Desporto teve lugar no Hotel Glória, na cidade de Maputo e nela foram distinguidos, o atleta do ano (masculinos e femininos), atleta revelação, atleta mais popular do ano, treinador do ano, jornalista desportivo do ano, dirigente desportivo/instituições e prémio prestígio por individualidade ou instituição.

 

Concorreram para as diversas categorias, menções honrosas vários actores desportivos, entre atletas, treinadores, dirigentes e jornalistas desportivos, agentes económicos e instituições. Sendo que, a maior parte das categorias foram sujeitas à votação por um grupo de júri que composto por pessoas de reconhecido mérito no desporto e não só.

 

A Gala Nacional do Desporto, constituí uma iniciativa do Ministério da Juventude e Desportos, em parceria com o movimento desportivo nacional e demais sensibilidades desportivas que visa homenagear e distinguir os agentes desportivos e outras forças vivas da sociedade civil em geral que anualmente se destacam pelo seu contributo no desenvolvimento desportivo nacional.

 

Fonte:MJD

Inhambane acolhe 5ª edição da Copa Lurdes Mutola

 

A província de Inhambane vai acolher este fim-de-semana, dia 18 e 19 respectivamente, a 5ª edição da fase regional da Copa Lurdes Mutola, em futebol feminino, denominada “Futebol dá Força”.

 

O evento vai reunir mais de 100 pessoas, entre atletas e técnicos das quatro delegações da região sul do país, nomeadamente Maputo Cidade e Província, Gaza e Inhambane.A anfitriã, Inhambane, será representada pela Escola Secundaria 25 de Junho de Mabote.

 

De recordar que a equipa representante de Inhambane conquistou a posição de bicampeã da Copa Lurdes Mutola, ao nível provincial, após vencer a Escola Primaria Completa 21 de Abril de Massinga, por 1-0.

 

De salientar que a província recebe a Copa Regional Lurdes Mutola pela primeira vez, desde o inicio dessa iniciativa.

 

 

Fonte:Desafio

Partida entre Cocorico da Beira e Sporting da Zambézia interrompido

 

O jogo entre o Cocorico da Beira e o Sporting zambeziano, referente à oitava jornada do Campeonato Provincial de Futebol Feminino, foi interrompido aos 20 minutos da primeira parte, quando o Cocorico da Beira vencia por duas bolas a uma.

 

O árbitro do jogo foi obrigado a terminar a partida, uma vez que a equipa do Sporting apresentava-se em campo com apenas seis jogadoras, número abaixo do recomendado pelos regulamentos, na sequência da lesão de uma atleta e ausência das restantes quatro.

 

O delegado do certame, Domingos Vontade, lamentou a atitude do Sporting da Zambézia ao apresentar apenas sete jogadoras em campo quando tem mais de vinte inscritas na Associação Provincial de Futebol de Sofala, prometendo, desta forma, tomar uma medida repreensiva como forma de desencorajar esta atitude.

 

Vontade considera esta atitude uma indisciplina. Apesar de não garantir nenhuma punição, aquele dirigente afirma que o caso ainda está em estudo.

 

Entretanto, António Nhampoca, presidente do Sporting de Zambézia, apontou a falta de condições financeiras como a principal causa que contribuiu para a ausência das jogadoras.

 

Fonte:Desafio

UDN precisa de 850 mil meticais para estar no “Nacional” de futebol feminino

 

A falta de fundos pode comprometer a participação da União Desportiva de Niassa na Liga Nacional de Futebol Feminino, a ter lugar em Novembro próximo, uma vez que precisa de um total de 850 mil meticais para suprir as despesas de alimentação e deslocação durante as 20 jornadas planificadas, sendo 111 mil meticais destinados à inscrição e arbitragem. A UDN.

 

A presidente da União Desportiva do Niassa, Sofia Carlos, afirma já ter tentado bater portas e ninguém está disposto a ajudar, excepto a Direcção da Juventude e Desportos, que já deu 11 mil meticais, e acrescenta que do valor necessário mil meticais são de multa por ter excedido o prazo estabelecido para a inscrição na prova. 

 

Numa outra abordagem, Sofia Carlos garantiu que está tudo a postos para que a cidade de Lichinga – onde também irá decorrer o jogo de abertura da Liga – possa acolher a Assembleia Geral da Liga Nacional de Futebol, no dia 27 do mês em curso, porque quem vai suportar as despesas é a Liga.

 

Refira-se que no sábado, dia 28 deste mês, será realizado o sorteio para, dias depois, arrancar a prova.

 

 

Fonte:Desafio

Moçambique despede-se vencendo Maurícias (3-0) no Torneio COSAFA

A Selecção Nacional Feminina de Futebol despediu-se do

 

 que decorre em Bulawayo, Zimbabwe com uma vitória diante da sua similar das Maurícias por 3-0,terminado a fase de grupos com quatro pontos, os mesmos que a Suzailândia segunda classificada do no grupo C. Lúcia Moçambique que conta com quatro golos na competição marcou o primeiro golo aos 18 minutos sendo que os restantes foram apontados Ninica e Betinha nos minutos 48 e 58 respectivamente.

 

Betinha Alfredo autora do último golo para Moçambique foi eleita a melhor jogadora em campo tendo recebido das mãos do presidente da Federação Moçambicana de Futebol, Alberto Simango Jr. o troféu de “”. Um momento efusivamente festejado pela delegação moçambicana. 

 

Por sua vez, Alberto Simango enalteceu o feito alcançado pela equipa de todos nós referindo que este é apenas o primeiro sinal positivo que a equipa dá depois de quase três anos de ausência em competições.

 

“Este é um sinal que mostra que estamos no bom caminho e que dias melhores virão. O nosso objectivo passa por incutir nas jogadores o sentido de pertença ao defenderem as cores da nossa bandeira e de ganhar jogos”,destacou Simango.

 

Moçambique foi a equipa que conseguiu fazer os resultados possíveis que se podem esperar de um jogo de futebol. As treinadas de Felizarda Lemos e Claúdio Macapa, estrearam com uma derrota diante do Quénia (5-2), empataram por duas bolas diante da Suazilândia e por fim venceram as Maurícias. As representantes do país insular foram a equipa que mais golos sofreram no torneio (17), terminado sem pontos no Grupo C.

 

Depois de dois anos de ausência em competições internacionais, Moçambique regressa ao palco das acções após ver levantada a suspensão imposta pela Confederação Africana de Futebol (CAF). Recorde-se que em 2013 a nossa selecção esteve impedida de participar em todas as competições internacionais em virtude de ter averbado uma falta de comparência num jogo que deveria ter acontecido no Quénia referente às eliminatórias do CAN da Argélia.

 

Grupo B

 

Maurícias vs Moçambique: 3-0 (L. Moçambique 18’; Cuta 48’; Betinha 58’ ) –LuveveStadium

Quénia (Achieng 90’) vsSuazilândia 1-0BarboufieldsSatdium

 

Meias-finais

 

Dia 21/09/2017

 

Zâmbia vs África do Sul (13h:00) – Barboufields Satdium

Quénia vs Zimbabwe      (15:00)  – Barboufields Satdium

 

Disputa do terceiro e quarto classificado

 

DIA 23/09/2017

 

Entre os perdedores nas meias-finais (13h:00) – Barboufields Satdium

Final

 

DIA 24/09/2017 (15h:00) – Barboufields Satdium

 

classificação

 

Grupo A    

                          

 J               V             E              D             GM           GS             Pts

 

Zâmbia               3              2              1              0              14           05           7

Zimbabwe         3              1              2              0              08           4             5

Malawi              3              1              1              1              12           12           4

Madagáscar      3              0              0              03             04           17           0

 

Grupo B              

                             J              V             E              D             GM        GS          Pts

 

Quénia                3              3              0              0              17           2              9

Suazilândia        3              1              1              1              5              3              4

Moçambique      3              1              1              1              7              7              4

Maurícias           3              0              0              3              0              17            0

 

Grupo C

 

                       J              V             E              D             GM         GS            Pts

 

África do Sul   3              2              1              0          7              2              7

Botswana        3              1              1              1          4              5              4

Namíbia          3              1              0              2           6              5              3

Lesotho          3              1              0              2            2              4              3

 

Raimundo Zandamela, em Bulawayo

 

 

Fonte:Desafio

Só nos resta salvar a honra

 

A Selecção Nacional Feminina de Futebol joga às 14.00 desta segunda-feira, no Luveve Stadium, em Bulawayo, Zimbabwe, diante da sua similar das Maurícias o seu último jogo no Torneio da Cosafa da categoria, que decorre desde o passado dia 13 de Setembro, devendo terminar no dia 24 do mesmo mês. Uma derrota diante do Quénia (5-2) e um empate a duas bolas diante da Suazilândia foi o que o combinado nacional conseguiu produzir até aqui.

 

Por Raimundo Zandamela, em Bulawayo

 

Fonte:Desafio

Selecção Nacional a caminho do Zimbabwe

 

A SELECÇÃO Nacional de Futebol sénior feminina já está a caminho da cidade zimbabweana de Bulawayo, onde de amanhã até ao dia 24 do mês em curso disputa o torneio da COSAFA.

 

O combinado nacional deixou Maputo na manhã de ontem via terrestre, numa viagem com escala em Chimoio, onde a comitiva pernoitou para concluir o percurso hoje.

 

No torneio, Moçambique está inserido no Grupo B, juntamente com o convidado Quénia, Maurícias e Suazilândia. O nosso país estreia-se na quinta-feira, segundo dia do evento, defrontando o Quénia, no Luveve Stadium, às 14:00 horas.

 

O segundo jogo está marcado para sábado, frente à Suazilândia, no mesmo local, às 16:30 horas. No terceiro e último jogo da primeira fase, Moçambique vai medir forças com as Maurícias, às 14:00 horas de segunda-feira, novamente no Luveve Stadium.

 

Na competição, participam 12 selecções, sendo quatro por cada um dos três grupos. O Grupo A é composto pelo anfitrião Zimbabwe, Zâmbia, Madagáscar e Malawi. O Grupo C tem como componentes África do Sul, Namíbia, Lesotho e Botswana.

 

Passam à segunda fase os primeiros classificados de cada grupo e o melhor segundo classificado, o que totaliza quatro selecções que irão disputar as meias-finais, no dia 21. A final está programada para o dia 24, um dia depois do jogo de atribuição do terceiro lugar.

 

Moçambique procura o seu primeiro título nesta competição.

 

O Zimbabwe vai tentar conquistar o título, algo que fez em 2011, quando foi pela primeira vez anfitrião do evento, enquanto a África do Sul está na condição da equipa mais gloriosa da competição, com três troféus conquistados em 2002, 2006 e 2008, portanto um dos grandes candidatos a tornar-se campeão.

 

 

Fonte:Jornal Noticias

Primeira sessão de treino será amanhã

 

Para este embate Abel Xavier convocou 24 jogadores, sendo que os trabalhos do combinado nacional terão início amanhã no Estádio Nacional do Zimpeto, havendo ainda por confirmar a hora.

 

Entretanto, a selecção do Quénia irá desembarcar no solo moçambicano nesta quinta-feira, para no dia seguinte realizar a única sessão de treino de reconhecimento do piso antes do jogo de sábado.

 

O trio de arbitragem é oriundo da do Reino da Suazilândia, faltando neste momento a indicação do quarto árbitro.

 

Veja a seguir a lista dos convocados:

 

Guirrugo, Victor e Ricardo Campos (guarda-redes), Salomão, Zainadine Jr., Mexer, Jeitoso e Reinildo (defesas), Clésio, Telinho, Raúl, Geraldo, Kambala, Loló Diogo, Luís, Gildo e Kito (médios), Dominguez, Ratifo, Maninho, Dayo e Isac (avançados).

 

A equipa técnica da selecção nacional conta desde já com um novo elemento. Trata-se de Florêncio Tembe, quadro do Ferroviário de Maputo, que irá assumir o papel de preparador físico. Lembre-se que a FMF decidiu que para este embate os ingressos serão vendidos a preço único de 100, 00 MT, sendo que estarão à venda em todas as lojas Shoprite e no local do jogo.

 

Ibraimo Assamo

 

Fonte:Desafio

Moçambique e Quénia batem-se em Bulawayo na abertura da COSAFA

 

A participação de Moçambique na quinta edição do Torneio Feminino da COSAFA a ter lugar em Bulawayo, em Zimbabué, nos dias 13 a 24 de Setembro constitui um momento único para o conjunto moçambicano resgatar o seu nome e apagar as más memórias tidas ao longo das suas participações.

 


Quénia será o primeiro adversário de Moçambique no desafio da jornada inaugural agendado para o dia 14 de Setembro, no Luveve Stadium quando forem 14:00 horas. Ma, antes disso as Maurícias, que também encontra-se no mesmo grupo (B) que Moçambique medirá forças com a Suazilândia (as 10h:30) e a África do Sul, que está no Grupo “C” terá pela frente o Lesoto.

 

Moçambique só voltará a entrar em cena no dia 16 de Setembro onde irá jogar diante da Suazilândia devendo terminar a fase de grupos com as Maurícias no dia 18 de Setembro.

 

Recorde-se que em 2015 as raparigas moçambicanas cruzaram-se com a Suazilândia num jogo de carácter particular tendo em vista a preparação para o torneio da COSAFA. No referido encontro Moçambique venceu por 2-0, sendo que no segundo ensaio as meninas da Pérola do Índico levaram de vencida sobre as Ilhas Seicheles por 7-1, numa partida que teve lugar em Nelspruit, África do Sul.

 

Dois anos depois a selecção feminina de futebol regressa as competições totalmente rejuvenescida e cheia de confiança para iniciar uma nova era a dar os primeiros passos para a sua afirmação.

 

Com efeito, as representantes moçambicanas já iniciaram com os trabalhos de preparação desde a última segunda-feira. Felizarda Lemos, a nova técnica da equipa moçambicana escolhida para segurar os destinos do seu conjunto pelo menos nesta prova. A timoneira entra em substituição de Abeneiro Ussaca que trabalhou com a selecção durante um ano.

 

Embora ainda não tenha sido apresentada oficialmente pela Federação Moçambicana de Futebol (FMF), Fifi, como é carinhosamente tratada nos meandros desportivos já trabalha no terreno com vista a eleger o naipe de jogadoras que poderão defender os interesses dos moçambicanos neste torneio.

 

Calendário dos jogos

 

13 de Setembro (Barbourfields Stadium)             

Namíbia vs Botsuana             (10h30)             
Zâmbia vs Malawi                 (14h00)
Zimbabwé vs Madagáscar     (16h30)

 

14 de Setembro  (Luveve Stadium)
Maurícias vs Swazilândia       (10h30)
Quénia vs Moçambique         (14h00)
África do Sul vs Lesoto           (16h30)

 

15 de Setembro (Barbourfields Stadium)
Madagáscar vs Malawi         (10h30)
África do Sul vs Namíbia        (14h00)
Zimbabwe vs Zâmbia             (16h30)

 

16 de Setembro  (Luveve Stadium)
Quénia vs Maurícias              (10h30)        
Lesoto vs Botsuana                (14h00)              
Moçambique vs Suazilândia  (16h30) 

   

17 de Setembro  (Barbourfields Stadium)
Zâmbia vs Madagáscar         (10h30)             
Zimbabwe vs Malawi             (14h00)             
África do Sul vs Botsuana      (16h30)  

          

18 de Setembro (Luveve Stadium)
Namíbia vs Lesoto                  (10h30)              
Maurícias vs Moçambique    (14h00)             
Quénia vs Suazilândia            (16h30)

   

Por Raimundo Zandamela

 

 

Fonte:Desafio